Bancos lucram mais de mil milhões até Setembro

Seis dos maiores bancos em Portugal lucraram, no conjunto, mais de mil milhões de euros nos nove meses deste ano. São 3,8 milhões de euros de lucros por dia que a Banca registou até ao final de Setembro. Só a Caixa Geral de Depósitos (CGD) obteve quase metade dos lucros globais do conjunto de seis grandes bancos. O banco público anunciou que registou lucros de 429 milhões de euros até Setembro, o que corresponde a um aumento de 9,4% face a igual período do ano passado.

Dona da British Airways antecipa prejuízos de 3 mil milhões de euros este ano

British Airways deverá ter prejuízos de 3 mil milhões de euros este ano. Contudo, o regresso das viagens para os Estados Unidos (EUA) traz esperança. O grupo reportou uma perda de 485 milhões de euros no terceiro trimestre. Segundo os dados divulgados, entre Julho e Setembro o número de passageiros cresceu 43% face a 2019 (em 2020, no mesmo período, fora 21,9%). Há uma recuperação significativa em curso, nomeadamente no que diz respeito às viagens de negócios. O tráfego de longo curso tem sido um importante motor de receitas, com as reservas a recuperarem mais rapidamente do que o transporte de curta distância à medida que nos dirigimos para o inverno.

Banca reduz 2440 trabalhadores num ano

Entre Setembro de 2020 e Setembro deste ano, os seis bancos perderam 2440 trabalhadores e fecharam 255 agências bancárias no país. O Santander foi o banco que mais balcões encerrou, tendo fechado 100. Seguem-se o Montepio e o BCP. Só o Santander e o BCP registaram a saída de mais de 600 trabalhadores no mesmo período. Os dois em conjunto representam quase metade das saídas de trabalhadores da Banca face a Setembro do ano passado.

Moratórias

No segmento das empresas, cerca de 600 precisaram de ter os seus créditos reestruturados, num valor de 150 milhões de euros, anunciou a CGD na apresentação dos seus resultados dos primeiros nove meses deste ano. O banco público registava créditos de 149 milhões de euros ainda em moratória. No final de Setembro expiraram moratórias relativas a créditos de 6206 milhões de euros de clientes da CGD, no âmbito do final de vigência da moratória pública aplicável à generalidade dos empréstimos que estavam abrangidos pela medida.

Inflação homóloga na OCDE sobe para 4,6% em setembro

Excluindo alimentos e energia, a inflação homóloga da OCDE subiu para 3,2%, depois de ter registado 3,1% em Agosto. A inflação homóloga na OCDE aumentou ainda mais, para 4,6% em Setembro, contra 4,3% em Agosto e 1,3% em Setembro de 2020. A OCDE indica que na zona euro, a inflação homóloga subiu acentuadamente para 3,4% em Setembro, contra 3,0% em Agosto e menos 0,3% em Setembro de 2020. Os preços da energia subiram 18,9% na OCDE em Setembro face ao mesmo mês de 2020, quase um ponto percentual acima do valor verificado em Agosto e a taxa mais alta desde Setembro de 2008.

Desemprego recua em Setembro para 7,4% na zona euro e 6,7% na UE

Em ambos os casos, os recuos verificados em Setembro foram de apenas 0,1 pontos percentuais (p.p.) na comparação em cadeia, já que em Agosto a taxa de desemprego era de 7,5% no espaço da moeda única e de 6,8% no conjunto dos 27 Estados-membros. Mais acentuada é a descida na comparação homóloga, face a setembro de 2020, altura em que a taxa de desemprego era de 8,6% na zona euro e de 7,7% na UE. De acordo com o gabinete oficial de estatísticas da UE, em Setembro estavam desempregadas 14,324 milhões de pessoas, das quais 12,079 milhões na zona euro.

Lufthansa com prejuízo de 1,9 mil milhões de euros até Setembro, mas lucro no trimestre

Empresa diz que as alterações climáticas são um grande desafio. Compra de combustível sintético é o maior investimento do grupo em sustentabilidade. O grupo Lufthansa, resgatado pelo Estado alemão, teve um prejuízo de 1.877 milhões de euros até Setembro, 66% menos em termos homólogos e após o forte aumento dos voos no verão, devido ao desempenho do transporte de cargas e à redução de custos. A Lufthansa no terceiro trimestre teve um lucro operacional (excluindo despesas de reestruturação) de 272 milhões de euros (prejuízo de 1.204 milhões de euros um ano antes), o primeiro resultado positivo desde o início da pandemia. As reservas estão atualmente em 80% do nível pré-pandemia, depois da abertura de algumas rotas aéreas, especialmente as viagens para os Estados Unidos, acrescentou a empresa alemã.

Taxa de desemprego subiu para 6,4% em Setembro

O Governo estima que a taxa de desemprego deste ano fique nos 7,3%, acima dos 6,8% com que terminou o ano de 2020. A população empregada (4.817,8 mil) diminuiu 0,3% em relação a Agosto e aumentou 0,3% relativamente a Junho e 3,7% relativamente a Setembro de 2020. Já a população desempregada (331,3 mil) aumentou 1,9% em relação ao mês precedente e diminuiu 6,0% relativamente a três meses antes e 18,2% em relação ao mês homólogo. O Governo estima que a taxa de desemprego deste ano fique nos 7,3%, acima dos 6,8% com que terminou o ano de 2020. Esta previsão, que consta do Programa de Estabilidade, constitui uma revisão em baixa face à anterior previsão, de 8,2%.

Dívida pública cai para 271,5 mil milhões e pesa 131,4% do PIB

Os depósitos das administrações públicas aumentaram 0,5 mil milhões de euros. Deduzida desses depósitos, a dívida pública diminuiu 2,6 mil milhões de euros, para 249 mil milhões de euros. A dívida pública, na óptica de Maastricht, diminuiu 2,1 mil milhões de euros, em Setembro para 271,5 mil milhões de euros, divulgou o Banco de Portugal (BdP). A dívida pública totalizava 131,4% do produto interno bruto (PIB) no terceiro trimestre do ano, o que representa uma redução de 4,0 pontos percentuais face ao final do trimestre anterior.