Irlanda não quer ser olhada como um paraíso fiscal, mas insiste num IRC de 12,5%

A Irlanda garante que não quer ficar à margem do acordo internacional para estabelecer uma taxa mínima de imposto de 15% sobre as empresas, mas propõe um modelo híbrido, no qual mantém o direito a taxar a 12,5% em determinadas situações. A proposta da Irlanda é manter uma taxa de imposto de 12,5% para as empresas domésticas e também sobre aquelas cujas receitas anuais não ultrapassem os 750 milhões de euros. Os 140 países que estão envolvidos nestas discussões vão reunir-se a 8 de Outubro para aprofundarem os termos do acordo internacional. Os Estados Unidos têm sido impulsionadores deste acordo (e vão ser os grandes beneficiários) tendo vindo a pressionar o ministro das Finanças irlandês de forma que este país ceda, e integre o acordo.

CategoriasSem categoria

Please Login to Comment.